Blog

10 dicas de como utilizar a sua vitrine como aliada em ações do Black Friday.

Como-utilizar-a-nossa-vitrine-como-aliada-em-ações-do-Black Friday.

A origem desta data comercial é americana, quando na 4ª sexta-feira do mês de novembro, após o feriado de Ação de Graças, o comércio liquida muitos produtos. Aqui no Brasil, a data vem ganhando força e movimentando o comércio antes do Natal.

Esse ano, existem boatos que o Black Friday poderá ser adiantado, até o momento não existe nada oficial sobre isso. A principio segue a mesma data de sempre.

Atendendo a pedidos, hoje o artigo é sobre como utilizar a nossa vitrine como aliada em ações do Black Friday. Para isso, vou separar as dicas em dois grupos:

Gerais:

  1. Analise seu estoque, avaliando quais são os produtos com estoque muito alto, que saíram ou sairão de linha e aproveite para liquidar estes itens.

  2. Crie promoções reais para que o cliente não se sinta lesado e realmente veja uma vantagem em realizar a compra.

  3. Divulgue que a loja participará da Black Friday: Redes sociais, whatsapp, e-mail marketing, tudo o que possa atingir o cliente e comunicar esta informação.

Específicas:

  1. A vitrine pode realizar uma das tarefas mais difíceis do comércio: convencer o consumidor a entrar na loja. Por isso, uma vitrine bem montada é uma excelente ferramenta para fazer com que o cliente decida entrar e comprar.

  2. Black Friday é uma data promocional, então o que precisa ser destacado são os produtos e os descontos, as vantagens que o cliente terá em comprar no período, por isso, mantenha este foco ao elaborar a vitrine.

  3. O preto é a cor tradicional da Black Friday, já o vermelho é uma cor muito associada a promoções, pois cria a sensação de urgência. O amarelo e o laranja igualmente podem ser boas opções para chamar a atenção. Escolha a cor que irá guiar os materiais de divulgação e crie uma identidade para a promoção.

  4. Lembre-se que a vitrine precisa atrair o cliente em poucos segundos, por isso, crie atrativos!

  5. Neste momento, você pode e deve abusar de placas, adesivos ou outras formas de atrair a atenção do cliente.

  6. Decore a vitrine e a loja para a Black Friday: identifique os produtos participantes da promoção, seja com etiquetas diferenciadas, banners, balões nas cores da promoção e muito mais.

  7. Se você tem loja virtual, utilize a mesma comunicação no site, imagem do Whatsapp, Instagram, enfim, em todos os canais, e chegue até o seu cliente.

Temos visto lojas trabalhando com Black Friday (somente na sexta-feira), Black Week (toda a semana) e ainda o Black Month (todo o mês), não importa qual será o modelo ‘Black’ que você utilizará, mas é imprescindível que sua equipe esteja preparada para a demanda, que deve ser maior que o habitual e aproveitar esta oportunidade de captação de clientes para oferecer uma experiência de compra positiva, que faça com que um novo cliente ou um cliente frequente volte a comprar o ano todo.

Boas vendas!

Gabriela Delazeri
Consultora, Vitrinista de Joias e Diretora da Vanilla Display.

 

Vai expor em uma feira e precisa se destacar da concorrência?

Sempre recebo contatos de clientes preocupados ao começarem a participar de feiras. O que expor? Como expor? Como atrair clientes e se diferenciar dos demais expositores? Como acertar de primeira ao ingressar nesse nicho de mercado sempre concorrido, especialmente quando fazer feiras é uma novidade?

Se você já passou ou está passando por esta fase este conteúdo é para você e para a sua empresa.

Pensa comigo: se estamos em um ambiente novo, onde outros lojistas ou fabricantes estão expondo produtos tão bonitos, sofisticados e na mesma faixa de preços que os seus, entrar neste novo espaço como coadjuvante possivelmente não será uma boa estratégia.

Por isso, é fundamental que o ingresso da sua marca em uma feira seja marcado pela criatividade, beleza e encanto, e, de fato, a vitrine tem papel imprescindível nesta função.

Você pode preparar o mailing de clientes com os lançamentos ou promoções da feira, o que, sem dúvidas, já te deixa na lembrança do cliente, mas caracterizar uma boa primeira impressão quando efetivamente o cliente tem contato com a marca é o que vai te destacar.

 

Preste atenção neste sete passos e tenha sucesso já na sua primeira feira:

  1. Conheça o perfil da feira e se ele é mesmo indicado para o seu negócio. Feito isso, opte por espaços onde já haja uma circulação natural de pessoas interessadas pelo seu tipo de produto;
  2. Escolha a maneira certa de expor (aqui você precisa avaliar o que mais se adequa ao seu negócio): atendimento em mesas (para produtos com mais valor agregado) ou painéis canaletados (produtos de alto giro), vitrines fechadas ou com acesso ao público…
  3. Atendimento de alta qualidade: equipe com domínio e segurança na venda dos produtos;
  4. Sistema ágil para registrar, embalar e finalizar uma compra;
  5. Uma vitrine impactante: padronize os expositores, opte por materiais que destaquem as peças e evite expor produtos sem expositores ou suportes e lembre-se de contar uma história através da sua vitrine.
  6. Entregue a mensagem correta para o seu cliente: vitrine com poucos ítens demonstram exclusividade, produtos de maior valor agregado. Vitrines mais cheias dão a sensação de produtos mais acessíveis;
  7. Coloque os preços dos produtos: o cliente entrará com mais confiança, pois já sabe quanto custa e se o produto tem o perfil que ele deseja.

 

Participar de feiras é uma estratégia de muitas empresas, e que dá super certo quando trabalhado corretamente. A partir destas informações e com os cuidados acima, você entrará muito mais certeiro e com grandes chances de sucesso.

Quer uma ajuda para criar a sua vitrine impactante? Entre em contato comigo ou com a nossa equipe. Nós te ajudamos a captar seu cliente para dentro do stand.

 

Vai fazer uma feira e precisa se destacar da concorrência?

Vitrine Dia dos Namorados

Quem já participou de algum dos meus cursos, palestras ou mesmo quem acompanha meu blog já sabe o quanto reforço a importância de criar vitrines temáticas e aproveitar datas especiais para o comércio, se destacando diante da multidão de lojas físicas e virtuais.

Passada a grande data do dia das mães, chegou a vez do dia dos namorados tomar conta das vitrines e das ações comerciais de todo o varejo. E não é a toa, no nosso segmento, a data fica atrás apenas do Natal e do dia das mães.

Por isso, separei algumas informações importantes para ajudar você a preparar uma vitrine altamente eficaz, capaz de atrair, encantar e conquistar clientes, afinal, temos apenas alguns segundos para captar a atenção de quem está passando pela loja.

Antes de mais nada, você precisa saber quem é seu cliente e o que ele deseja da sua loja, por isso, convido você a acessar meu site http://www.gabrieladelazerivitrines.com e baixar meu e-book gratuito. Nele você aprende a identificar seus clientes e suas necessidades.

Feito isso, a escolha dos produtos que vão para a vitrine é fundamental. Opte por lançamentos, peças com elementos que remetam à data e que se direcionem ao público da sua loja.

Quando falamos em vitrines temáticas, automaticamente precisamos nos remeter a vitrines que toquem o sentimento de quem está vendo. Criar um vínculo entre o que está sendo apresentado e a pessoa faz com que ela se encante e crie uma relação afetiva com a marca. Isso se faz muito através do storytellig, que é contar uma história através da nossa vitrine. Falando em dias dos namorados, não podemos deixar faltar ROMANTISMO nos elementos escolhidos para este momento.

No dia dos namorados o uso de cores como vermelho, rosa e branco costumam ser bem aceitas, mas você pode ser criativo e usar cores, formas e elementos diferentes dos tradicionais coração, cupido e outros muito populares nesta data.

Importante lembrar que por se tratar de um produto pequeno e delicado, as joias pedem que a decoração seja desta mesma forma, delicada. Porque assim, destaca-se o produto evitando que ele desapareça diante de uma decoração altamente desproporcional ao produto principal.

Outro aspecto essencial é a iluminação, que é fundamental para destacar um espaço e torná-lo mais atrativo, por outro lado, também pode prejudicar a exposição de um produto quando não for usada corretamente. Em se tratando de joias, o uso da iluminação correta é capaz de destacar o brilho das peças. Lembre-se de sempre monitorar e substituir quando uma lâmpada queimar.

Conhecer nosso espaço e saber como explorá-lo também é muito relevante. Você sabia que existe uma região mais nobre em qualquer vitrine? É o ponto focal, que fica localizado na região dos olhos das pessoas, a cerca de 1,20m a 1,60m de altura do chão. Neste espaço o aproveitamento tem que ser máximo, cuidando sempre para que a exposição seja compatível com o perfil da loja e sem poluir demais, pois o excesso de produtos pode atrapalhar a visualização.

Como você viu, são ações simples, mas que requerem planejamento e entendimento do seu negócio. Coloque estas dicas em prática para esta vitrine e para as próximas que virão. Seus clientes e suas vendas agradecem.

 

Gabriela Begnini Delazeri

Especialista em Marketing e Vitrinista de Joias

http://www.gabrieladelazerivitrines.com

http://redantexembalagens.com.br1c8a4d84b3613ccef434b089db5c873a

5 dicas valiosas para preparar sua vitrine neste final de ano

5 dicas valiosas para preparar sua vitrine neste final de ano.png

Oi, pessoal!

A época mais aguardada está chegando e quero dividir com vocês algumas dicas infalíveis para que a sua vitrine esteja pronta para receber a decoração de Natal e captar muitos clientes. Se você ainda não toma algum destes cuidados, está em tempo de deixar tudo perfeito até o Natal.

Dica 1 – O que deve aparecer são as JOIAS. Embora a decoração seja fundamental para que o cliente se encante pela vitrine e olhe os produtos, ela deve trabalhar para promover as peças. Para que isso aconteça, precisamos ‘apagar’ interferências que podem tirar a atenção do cliente. A padronização dos expositores atua em favor dos produtos. São peças limpas e delicadas que quando padronizadas dão destaque total para as joias. Opte por trabalhar com expositores padronizados, sejam eles na cor branca, preta, amadeirada, enfim, na cor que melhor ornar com a sua loja.

Dica 2 – Agrupe os produtos em pequenas coleções. Una os produtos e os aproxime por afinidades: cor de banho, tipo de pedra, tendência, situações de uso e muitas outras. Isso facilita com que o cliente identifique o que o agrada, além de possibilitar a venda de mais de um item.

Dica 3 – Utilize expositores proporcionais ao tamanho das joias. Esta regra é simples. Escolha peças grandes para expor em suportes maiores e peças pequenas para suportes menores. A desproporcionalidade entre o produto e o expositor pode fazer com que o produto e o display ‘briguem’ pela atenção do cliente.

Dica 4 – Não sobrecarregue a sua vitrine. É um equívoco pensar que quanto mais produtos expostos, mais iremos vender. O excesso de peças faz com que o cliente canse de olhar ou ache complicado entender tudo o que está sendo apresentado. Opte por uma apresentação menos poluída, valorizando cada produto que está na sua vitrine. Está com dúvidas em relação a quantidade ideal de peças? Existe uma regra muito simples para te ajudar: 1/3 da vitrine deve estar vazia. Estes espaços propositalmente vazios é o que chamamos de respiro.

Dica 5 – Use identificações quando necessário. Cada vez mais as pessoas buscam informação. Que tal oferecer isso na sua vitrine? Aqui temos uma identificação que comunica que são peças em bruto, vendidas para atacado. E no seu caso? Não seria bacana falar sobre a origem de determinada pedra?  Que o produto está disponível em outros tamanhos ou opção de banho?

Quando falamos em vitrine não falamos em certo e errado, mas sim em técnicas que ajudam a loja a vender mais através delas. Por isso, colocando estas 5 dicas em prática, você já pode caprichar na decoração de Natal (e em qualquer outra) e se preparar para atrair ainda mais clientes. Boas vendas!

Um forte abraço.

PS. Se quiser saber mais sobre vitrines, clique aqui e baixe meu Ebook exclusivo: Como Vender mais com sua Vitrine de Joias.

PS. Se quiser receber minhas atualizações cadastre-se aqui: Conteúdo em primeira mão

Gabriela Delazeri
Vitrinista de Joias, Diretora da Vanilla Display, Palestrante e Consultora.

 

Faça sua vitrine vender mais em 3 passos

3-passos-para-vender-mais-com-sua-vitrine.png

Muitas empresas me procuram, pois percebem a necessidade de mudar sua vitrine e não sabem por onde começar.  Normalmente esse movimento em busca de uma vitrine mais atraente se dá quando o mercado está desaquecido e as vendas em baixa, e é justamente nesse momento que fica mais difícil investir para realizar as mudanças necessárias, pois os recursos estão escassos.

Por outro lado, também vi muitas empresas passarem sem maiores dificuldades pelo período crítico dos últimos anos, pois não tiveram medo de investir e perceberam, antecipadamente, que determinados investimentos precisam ser feitos.

A vitrine é um destes investimentos.

Mesmo na era digital, onde muitos negócios já estão estabelecidos no mundo virtual, a vitrine continua tendo papel fundamental, pois mais de 80% das vendas são definidas no ponto de venda. Ou seja, 8 em cada 10 vendas podem ter a vitrine como fator determinante para que um cliente decida entrar na sua loja ou não. Comprar de você oudo concorrente.

E sabe por quê? Porque a vitrine mostra mais que produtos. A vitrine mostra a essência de uma empresa, o cuidado com que seleciona cada peça, cada joia, e as dispõe de maneira a encantar o cliente, a fazer com que ele se imagine utilizado essa joia ou presenteando alguém. A vitrine tem o papel de colocar o cliente dentro da loja e por isso é considerada como mais um vendedor.

Mas se você está no primeiro grupo de empresas, que percebeu que precisa fazer algo antes que o cenário fique ainda mais difícil, vou lhe dar três dicas básicas para já colocar em prática e ver sua vitrine trazendo resultado para o seu negócio.

  1. Padronize mobiliário, expositores e iluminação. Cada um destes itens deve ter um padrão, e todos eles devem conversar entre si, pois o excesso de informação causado pela mistura de cores de elementos que são secundários desfoca a atenção do cliente das joias.

  2. Conheça o seu público-alvo, saiba quais são seus hábitos e preferências. Tenha em mente o que ele procura antes que ele entre na loja para pedir. Tenha sempre novidades, os clientes são atraídos por elas, mesmo quando não tenham planejado comprar.

  3. Utilize as datas especiais a seu favor. Além das datas tradicionais do comércio, busque datas especiais da sua cidade, para o seu negócio e para a sua comunidade, isso traz engajamento e um motivo a mais para o cliente parar em frente à loja e apreciar sua vitrine.

Comece por estes cuidados. Tenho certeza que os clientes perceberão a mudança, e você, os resultados.

Boas vendas!

 

PS. Se quiser saber mais sobre vitrines, clique aqui e baixe meu Ebook exclusivo: Como Vender mais com sua Vitrine de Joias.

PS. Se quiser receber minhas atualizações cadastre-se aqui: Conteúdo em primeira mão

Gabriela Delazeri
Vitrinista de Joias, Diretora da Vanilla Display, Palestrante e Consultora.

Receita para uma Vitrine de Sucesso

Receita-para-uma-vitrine-de-sucesso.png

Quando queremos que algo tenha um resultado perfeito, costumamos nos dedicar para atingir este objetivo. Seja através de estudo, muito cuidado na execução ou mesmo contando com a ajuda de alguém que possa tornar esta tarefa bem sucedida, sabemos que precisamos fazer algo além do habitual para chegarmos ao final do projeto com a sensação do dever cumprido e com orgulho por ter atingido resultado almejado.

Para produzir uma vitrine de sucesso, esta dedicação é fundamental. Como já falamos, o planejamento é indispensável, assim como algumas ferramentas são essenciais e os produtos são a ‘cereja do bolo’ para que a nossa vitrine seja vendedora. Mas de nada adianta ter todos estes ‘ingredientes’ se não conseguirmos uni-los com amor, cuidado e determinação.

O sucesso está nos detalhes e muito além de ferramentas adequadas, precisamos dedicar nosso tempo e nosso carinho para testar, substituir, alinhar e posicionar os produtos e expositores, de forma a transmitirem nossa essência, o que realmente nós somos. Este tempo nunca será perdido, se conseguirmos explorar ao máximo os benefícios de uma vitrine atraente, capaz de captar os clientes mais exigentes.

Muito escutamos que antes o feito do que o bem feito. Em termos de vitrine esta máxima não se aplica. É claro que precisamos de um tempo para aperfeiçoar nossa forma de trabalho, horas de estudo e a busca constante de conhecimento para nos ajudar a ser mais criativos, mas percebe-se de longe uma vitrine elaborada com entusiasmo, a vitrine do ‘bem feito’. E quanto à vitrine que se encaixa apenas na classificação do ‘feito’, bem, ela também terá este mesmo impacto, apático. Se você está lendo este artigo, certamente você não é alguém que contenta em saber que sua empresa é apenas mais uma.

Então, já que o vitrinismo é a arte de expor produtos, o nosso lado mais perfeccionista deve aflorar enquanto estamos realizando esta obra. Neste momento, conseguimos imprimir a personalidade da nossa empresa através da ferramenta mais importante de atração de clientes em um ponto de venda: a vitrine.

 

O Vitrinismo em pequenos estabelecimentos

o-vitrinismo-em-pequenos-estabelecimentos-10.png

A partir de uma vitrine, o lojista exibe qual é o perfil da sua loja, quais são suas ofertas, lançamentos e seus diferenciais. Mas a forma com que estas informações são expostas pode direcionar o consumidor e chamar sua atenção a ponto de influenciar uma compra.

Tendo clareza a respeito dos seus objetivos, você precisa primeiramente definir um calendário com as datas que pretende trabalhar para montar uma vitrine eficaz.

Comece com uma história baseada em um tema e em seguida use sua criatividade para contar esta história, transformando em algo mais sofisticado com os produtos e adereços que decidir usar. Você não precisa de um grande investimento, mas precisa desenvolver sua capacidade de criar.

Aposte em um ponto focal, ou seja, determine o que despertará a atenção do consumidor e o que o atrairá inicialmente, bem como o trajeto que os seus olhos percorrerá. Você precisa despertar interesse em poucos segundos.

Seja ousado em cores, materiais e formas, mas fique atento para não sobrecarregar o espaço com produtos ou com decoração, gerando uma grande confusão na exposição da sua vitrine. Tenha em mente o princípio MIS (mantenha isso simples), e ajude seus clientes a perceberem rapidamente a lógica de seleção e agrupamento de produtos.

Preste a atenção na iluminação. Talvez este seja um item que requeira algum investimento, mas é muito importante para destacar os produtos. Por isso, vou dedicar um artigo exclusivo sobre este assunto mais adiante.

Mostre ao invés de falar. Crie um ambiente que permita que as pessoas se identifiquem com o produto, isso ajudará a concretizar a compra mais facilmente.

Busque criar uma linha de exposição que facilite ao cliente a identificação do produto ou mesmo como combiná-lo com outro. Lhe poupe tempo e otimize a venda.

Espero que com estas dicas seja possível compreender a importância de uma vitrine e que tenham surgido ideias para aplicar o que você já aprendeu. Lembre-se que faz parte do processo de aprendizado experimentar e confiar na sua intuição para melhor aplicar algo, só assim você conseguirá testar, medindo o feedback e ajustar, conforme for necessário.

Se quiser saber mais sobre vitrines, clique aqui e baixe meu Ebook exclusivo: Como Vender mais com sua Vitrine de Joias.

Se quiser receber minhas atualizações cadastre-se aqui: Conteúdo em primeira mão

Gabriela Delazeri
Vitrinista de Joias, Diretora da Vanilla Display, Palestrante e Consultora.

 

Planeje uma Vitrine de Sucesso

planeje-uma-vitrine-de-sucesso

Planeje uma vitrine de sucesso.

Você costuma planejar o seu ano, o mês, a semana e até o dia? Se a sua resposta for positiva, saiba que você faz parte de uma minoria que consegue organizar ideias e ações, prever possíveis problemas no percurso e buscar alternativas para evitar que eles ocorram.

A maior parte das pessoas não consegue planejar, seja por uma suposta falta de tempo, pela falta de ferramentas ou até por não saber sequer por onde começar.

Mas criar este hábito fará você ser mais produtivo, eficiente e, pasme, otimizar seu tempo.

Que tal começar destinando aqueles minutinhos ociosos do final do expediente para planejar o dia seguinte? Listar todas as tarefas pendentes, definir prioridades e traçar estratégias de como atingir os resultados desejados?

Este exercício fará você ter um rendimento muito maior ao longo do dia seguinte e diminuirá consideravelmente a chance de esquecer de realizar alguma tarefa importante.

MAS, por que estamos falando sobre isso em um blog de vitrinismo? PORQUE a vitrine também é uma grande tarefa, que não pode ser esquecida e tampouco deixada para ser pensada somente quando você não tiver opção de manter a vitrine anterior. Quantas vezes você só lembrou-se de trocar a vitrine na última hora? Isso é mais comum do que você imagina.

O que eu quero dizer com isso é que você pode e deve planejar o que será trabalhado na sua vitrine ao longo do ano.

Pra isso o ideal é elaborar um calendário com as datas e temas a serem explorados na sua vitrine a cada mês. Com este calendário fica mais simples identificar quais serão suas necessidades para elaborar uma vitrine de sucesso.

Tão logo você monte a primeira vitrine do seu calendário, imediatamente passe a pensar na próxima: pense quais serão as peças destacadas, qual será o storytelling, quais os elementos de decoração necessários e onde encontra-los, que outras ações promocionais e de marketing farão parte deste pacote. Enquanto a sua primeira vitrine estiver sendo exibida, você conseguirá planejar a sua próxima vitrine com tranquilidade, e ao chegar a data da sua mudança, já estará com todos os elementos prontos. Então basta montar a nova vitrine.

Deixar para a última hora a escolha de produtos e cenografia fará você improvisar e o cliente perceberá. Por isso, ter um calendário dará um horizonte para que este ciclo não se encerre nunca e permitirá que as suas vitrines sejam mais encantadoras e atinjam seu principal objetivo: atrair mais clientes.

Estude um pouco mais sobre planejamento e elaboração de calendário, ou consulte um especialista para ajudar a por em prática essa maravilhosa ferramenta.

As Cores de uma Vitrine

as-cores-de-uma-vitrine.png

A cor em uma vitrine é fator muito importante, pois é um dos primeiros (talvez o primeiro) fator que atrai o olhar de quem passa por ela, antes mesmo de poder distinguir o conteúdo que está sendo apresentado.

É ainda com a cor que você cria ligações lógicas, valoriza e destaca os produtos. Com a boa escolha das cores, é possível harmonizar uma vitrine, criar coleções, apresentar tendências e identificar ações comerciais.

Alguma vez você já pensou em como uma cor é capaz de exteriorizar sentimentos e emoções? Já reparou que o vermelho é muito utilizado para criar um senso de urgência (compre já, antes que acabe) e por isso não pensamos em promoção sem pensar na cor vermelha? Pois é, as cores tem papel determinante em uma vitrine. Seja nos expositores, manequins, móveis utilizados, seja nos produtos apresentados ou ainda na comunicação visual aplicada.

As cores nos permitem expressar, através de uma linguagem não verbal, o que muitas vezes a linguagem verbal não é capaz de fazer.

Se olharmos ao nosso redor, perceberemos como as cores retratam a realidade que vivemos, que estamos cercados pelas cores e que elas iluminam os sentidos e a imaginação, causando a atração ou até a repulsão por algo.

A unidade das cores ou mesmo a forma de combiná-las é fundamental para conseguir captar a atenção do consumidor, apresentando um produto que o faça se encantar, que crie um desejo de consumo que até então não havia sido despertado.

A falta de cuidado com este importante aspecto pode tornar uma vitrine altamente confusa e sobrecarregada, onde não se é capaz de compreender seu sentido e até mesmo imaginar outras combinações além daquelas expostas.

Saber como expor produtos não é uma tarefa fácil, além de ser uma necessidade corriqueira a atualização periodicamente de uma vitrine, é um exercício de criatividade e a busca de conhecimento é determinante para conseguir aplicar combinações inovadoras e ousadas, mas altamente eficazes.

Se quiser saber mais sobre vitrines, clique aqui e baixe meu Ebook exclusivo: Como Vender mais com sua Vitrine de Joias.

Se quiser receber minhas atualizações cadastre-se aqui: Conteúdo em primeira mão

Gabriela Delazeri
Vitrinista de Joias, Diretora da Vanilla Display, Palestrante e Consultora.

A Vitrine diz tudo sobre a Loja

a-vitrine-diz-tudo-sobre-o-estilo-da-loja-13.png

Desde muito cedo ouvimos que a primeira impressão é a que fica. E isso não é só modo de falar. Em fração de segundos o cérebro humano constrói imagens difíceis de serem desfeitas posteriormente.

A vitrine é o primeiro contato do consumidor com a sua loja e ela é peça fundamental para mostrar qual é seu estilo e quais produtos comercializa. É nela que a primeira impressão normalmente é formada, e quando isso acontece pode ser decisiva para que o cliente entre ou continue seguindo pelo seu caminho.

Qual é a primeira impressão que sua loja está deixando? Será que o cliente tem boas lembranças dela? Trabalhe para causar sempre uma ótima primeira impressão e dedique-se para manter a excelência no atendimento, nos produtos e na experiência de compra. Se você tem muitos pontos positivos acumulados na mente do consumidor, pequenas falhas não vão prejudicar a sua imagem.

Da mesma forma, por outro lado, se você já entrou neste jogo correndo atrás do placar, será necessário um esforço infinitamente maior e mesmo assim, talvez não tão eficaz, para empatar e superar este placar.

Por isso, é muito importante tomar alguns cuidados para que o potencial da vitrine possa ser totalmente explorado, atraindo novos clientes e fidelizando os antigos.

Quero dividir com vocês três pequenos cuidados, que são decisivos quando falamos em vitrines de sucesso. Ficar atento a eles pode ajudar a sua loja a melhorar e muito a sua eficiência.

  1. Organização

Se a vitrine não é organizada o cliente imediatamente antecipa que o interior da loja também não é. Isso gera uma imagem negativa e projeta o consumidor a buscar o produto em outro lugar. Seja cuidadoso na colocação dos produtos e objetos, arrume carinhosamente e seja perfeccionista neste momento.

  1. Seja assertivo

Descubra o que realmente o seu cliente busca e foque nestes produtos. Evite expor uma quantidade excessiva de produtos. Muita opção confunde e dificulta a decisão do consumidor. Por isso, escolha bem o que deverá estar na vitrine.

  1. De olho nas tendências

Lojas que não acompanham as tendências do momento passam uma imagem de desatualizadas ou antiquadas. Cada loja deve focar no estilo do seu público, saber o que ele procura e estar sempre buscando saber novidades que possam encantar seus clientes.

Estas são dicas simples, mas muito valiosas para ter uma vitrine de sucesso. Faça cada etapa com muito amor, carinho e dedicação. É claro que o cliente percebe esse cuidado, mesmo nos pequenos detalhes e é isso que fará com que ele se sinta especial e volte.

Se você tiver perguntas, me envie. Terei o maior prazer em ajudar você a construir uma vitrine ainda mais vendedora!

Se quiser saber mais sobre vitrines, clique aqui e baixe meu Ebook exclusivo: Como Vender mais com sua Vitrine de Joias.

Se quiser receber minhas atualizações cadastre-se aqui: Conteúdo em primeira mão

Gabriela Delazeri
Vitrinista de Joias, Diretora da Vanilla Display, Palestrante e Consultora.