Vai expor em uma feira e precisa se destacar da concorrência?

Sempre recebo contatos de clientes preocupados ao começarem a participar de feiras. O que expor? Como expor? Como atrair clientes e se diferenciar dos demais expositores? Como acertar de primeira ao ingressar nesse nicho de mercado sempre concorrido, especialmente quando fazer feiras é uma novidade?

Se você já passou ou está passando por esta fase este conteúdo é para você e para a sua empresa.

Pensa comigo: se estamos em um ambiente novo, onde outros lojistas ou fabricantes estão expondo produtos tão bonitos, sofisticados e na mesma faixa de preços que os seus, entrar neste novo espaço como coadjuvante possivelmente não será uma boa estratégia.

Por isso, é fundamental que o ingresso da sua marca em uma feira seja marcado pela criatividade, beleza e encanto, e, de fato, a vitrine tem papel imprescindível nesta função.

Você pode preparar o mailing de clientes com os lançamentos ou promoções da feira, o que, sem dúvidas, já te deixa na lembrança do cliente, mas caracterizar uma boa primeira impressão quando efetivamente o cliente tem contato com a marca é o que vai te destacar.

 

Preste atenção neste sete passos e tenha sucesso já na sua primeira feira:

  1. Conheça o perfil da feira e se ele é mesmo indicado para o seu negócio. Feito isso, opte por espaços onde já haja uma circulação natural de pessoas interessadas pelo seu tipo de produto;
  2. Escolha a maneira certa de expor (aqui você precisa avaliar o que mais se adequa ao seu negócio): atendimento em mesas (para produtos com mais valor agregado) ou painéis canaletados (produtos de alto giro), vitrines fechadas ou com acesso ao público…
  3. Atendimento de alta qualidade: equipe com domínio e segurança na venda dos produtos;
  4. Sistema ágil para registrar, embalar e finalizar uma compra;
  5. Uma vitrine impactante: padronize os expositores, opte por materiais que destaquem as peças e evite expor produtos sem expositores ou suportes e lembre-se de contar uma história através da sua vitrine.
  6. Entregue a mensagem correta para o seu cliente: vitrine com poucos ítens demonstram exclusividade, produtos de maior valor agregado. Vitrines mais cheias dão a sensação de produtos mais acessíveis;
  7. Coloque os preços dos produtos: o cliente entrará com mais confiança, pois já sabe quanto custa e se o produto tem o perfil que ele deseja.

 

Participar de feiras é uma estratégia de muitas empresas, e que dá super certo quando trabalhado corretamente. A partir destas informações e com os cuidados acima, você entrará muito mais certeiro e com grandes chances de sucesso.

Quer uma ajuda para criar a sua vitrine impactante? Entre em contato comigo ou com a nossa equipe. Nós te ajudamos a captar seu cliente para dentro do stand.

 

Vai fazer uma feira e precisa se destacar da concorrência?

5 dicas valiosas para preparar sua vitrine neste final de ano

5 dicas valiosas para preparar sua vitrine neste final de ano.png

Oi, pessoal!

A época mais aguardada está chegando e quero dividir com vocês algumas dicas infalíveis para que a sua vitrine esteja pronta para receber a decoração de Natal e captar muitos clientes. Se você ainda não toma algum destes cuidados, está em tempo de deixar tudo perfeito até o Natal.

Dica 1 – O que deve aparecer são as JOIAS. Embora a decoração seja fundamental para que o cliente se encante pela vitrine e olhe os produtos, ela deve trabalhar para promover as peças. Para que isso aconteça, precisamos ‘apagar’ interferências que podem tirar a atenção do cliente. A padronização dos expositores atua em favor dos produtos. São peças limpas e delicadas que quando padronizadas dão destaque total para as joias. Opte por trabalhar com expositores padronizados, sejam eles na cor branca, preta, amadeirada, enfim, na cor que melhor ornar com a sua loja.

Dica 2 – Agrupe os produtos em pequenas coleções. Una os produtos e os aproxime por afinidades: cor de banho, tipo de pedra, tendência, situações de uso e muitas outras. Isso facilita com que o cliente identifique o que o agrada, além de possibilitar a venda de mais de um item.

Dica 3 – Utilize expositores proporcionais ao tamanho das joias. Esta regra é simples. Escolha peças grandes para expor em suportes maiores e peças pequenas para suportes menores. A desproporcionalidade entre o produto e o expositor pode fazer com que o produto e o display ‘briguem’ pela atenção do cliente.

Dica 4 – Não sobrecarregue a sua vitrine. É um equívoco pensar que quanto mais produtos expostos, mais iremos vender. O excesso de peças faz com que o cliente canse de olhar ou ache complicado entender tudo o que está sendo apresentado. Opte por uma apresentação menos poluída, valorizando cada produto que está na sua vitrine. Está com dúvidas em relação a quantidade ideal de peças? Existe uma regra muito simples para te ajudar: 1/3 da vitrine deve estar vazia. Estes espaços propositalmente vazios é o que chamamos de respiro.

Dica 5 – Use identificações quando necessário. Cada vez mais as pessoas buscam informação. Que tal oferecer isso na sua vitrine? Aqui temos uma identificação que comunica que são peças em bruto, vendidas para atacado. E no seu caso? Não seria bacana falar sobre a origem de determinada pedra?  Que o produto está disponível em outros tamanhos ou opção de banho?

Quando falamos em vitrine não falamos em certo e errado, mas sim em técnicas que ajudam a loja a vender mais através delas. Por isso, colocando estas 5 dicas em prática, você já pode caprichar na decoração de Natal (e em qualquer outra) e se preparar para atrair ainda mais clientes. Boas vendas!

Um forte abraço.

PS. Se quiser saber mais sobre vitrines, clique aqui e baixe meu Ebook exclusivo: Como Vender mais com sua Vitrine de Joias.

PS. Se quiser receber minhas atualizações cadastre-se aqui: Conteúdo em primeira mão

Gabriela Delazeri
Vitrinista de Joias, Diretora da Vanilla Display, Palestrante e Consultora.